Artesanato japonês – O que é Temari e como fazer

▸19 de agosto de 2017


Entre uma pesquisa e outra pelo Pinterest, ou no vasto mundo da internet, eu tenho certeza de que você já viu um temari e se encantou! Pois bem, comigo foi assim: acabei descobrindo essa técnica sem querer e me apaixonei. Mas o que é, afinal? Bom, temari são bolas que fazem parte do folclore japonês e seu artesanato (apesar de ter surgido na China). Significa “bola de mão” (hand ball, em tradução livre) e, acredite se quiser, até mesmo as bordadas à mão eram usadas em jogos de handebol.


Fonte: designwrld

Antigamente, essas bolas eram feitas com restos de quimonos velhos (vocês não acham incrível como os japoneses conseguem inventar coisas lindas com tão pouco?!). Juntavam pedaços de seda até fazer uma bola e só então os fios eram enrolados ao redor, formando por fim um temari. Ao longo do tempo, os bordados – o jeito como os fios eram enrolados – foram ficando cada vez mais sofisticados e de brinquedos os temaris passaram a ser objetos de decoração.



Agora, essas bolas bordadas que parecem simples, mas ao mesmo tempo são objeto de desejo para os japoneses, continuam sendo feitas por mães para seus filhos e é considerada uma arte para as classes mais altas e para a aristocracia japonesa – algumas das mulheres mais nobres competem para ver quem borda o temari mais complexo.



Temari é um presente muito valorizado e apreciado, que simboliza a amizade verdadeira e lealdade. Além disso, as cores brilhantes e os fios utilizados representam o desejo de uma vida brilhante e feliz para quem o recebe. Hoje em dia no Japão, ser um artesão que faz temari exige um treinamento específico e é preciso provar suas habilidades para ganhar reconhecimento na técnica.
— Tradução livre do artigo na Wikipédia

Incrível, né? Uma pequena bola bordada à mão guarda muita história, tradição e riqueza em detalhes. Ainda não me aventurei, mas estou muito curiosa para ver como sairá meu primeiro temari! Você tem coragem de tentar? Então confira o tutorial no vídeo abaixo e não deixe de me mostrar seus resultados; e confira o canal de Barbara B. Suess para mais aulas.


O que fazer com revistas velhas

▸14 de agosto de 2017


Eu sei que cada vez menos assinamos revistas para receber em casa e que 90% da informação que consumimos vem da internet. Mas esse é um costume que não morrerá tão cedo! Ainda compramos, ou recebemos de presente, revistas de assuntos específicos, receitas e até notícias variadas. Se não isso, guardamos um monte delas no “quarto da bagunça” (que toda casa tem, né) e só não jogamos fora porque sabemos que ali, naquela pilha que se acumula, há um grande potencial.



E há mesmo uma grande chance de você fazer coisas lindas e criativas com a reciclagem de revistas que não quer mais! É claro que se você tem animais em casa assim como eu, uma grande parte vai parar no chão para secar os escapes dos filhotes, mas ainda sobra muita coisa para reciclar revistas velhas (e de quebra ajudar o meio ambiente). Veja, por exemplo, essa ideia simples que deixará sua decoração com ares novos: flores de revista! Há um tutorial super simples para seguir no site Rock 'n Roll Bride.



O meu preferido, no entanto, é a tigela de revista velha! Você pode fazer do tamanho que quiser e inventar mil utilidades para ela. É muito fácil de ser feita e dá um toque diferente e rústico para a decoração. Confira um tutorial no blog Crab + Fish.



Agora, se há uma artista dentro de você louca para se libertar, reserve um final de semana para transformar sua pilha de revistas velhas em obras de arte! Basta soltar a imaginação e deixar as cores e letrinhas miúdas comporem quadros originais. Ninguém terá uma decoração como a sua e tenho certeza de que irão elogiar muito a sua arte! Veja algumas ideias: